Disfunção erétil em homens mais jovens

Um encontro romântico, jantar e um filme, e… bem, e nada! A disfunção erétil (DE) não é motivo de riso.

De acordo com o último relatório da Organização Mundial da Saúde, quatro em cada dez homens – sejam eles jovens ou idosos – são atualmente afetados pela disfunção erétil.

No entanto, se você acha que DE é apenas um problema de um homem velho, está na hora de começar a repensar seus achismos!

Um estudo no Journal of Sexual Medicine de 2017 sugere que a DE é mais comum em homens mais jovens do que se pensava anteriormente.

É verdade que o risco de ter a ‘doença’ aumenta com a idade, mas os pesquisadores notaram que o DE afeta 20% dos homens adultos com menos de 40 anos.

De acordo com empresas farmacêuticas, a saúde sexual masculina está atualmente em crise.

Profissionais da saúde e médicos especialistas confirmam que a disfunção erétil tem aumentado nos últimos anos.

A questão é: por que os homens mais jovens, que deveriam estar no ápice das suas relações sexuais se tornaram incapazes de manter uma ereção?

Existem muitas razões pelas quais os homens podem ter problemas sexuais. A impotência sexual, também chamada de disfunção erétil, tem sido associada ao consumo excessivo de álcool, drogas, esteroides que aumentaram a massa muscular, tabagismo, obesidade e falta de exercício.

Preste atenção neste dado: 41% dos homens com o problema são considerados obesos e mais de um quarto fumam.

Estima-se que 31% sofram de hipertensão ou pressão alta e um em cada três tenha doença cardiovascular – esses fatores contribuem para a disfunção erétil.

A disfunção erétil em homens jovens é muitas vezes psicológico. Medo e ansiedade em relação ao sexo tendem a criar um ciclo vicioso.

Calafrios, problemas com preservativos (colocar um preservativo requer uma pausa na estimulação e, quando você está de pau duro isso pode reduzir a sensação), depressão, trabalho relacionado ao estresse, dinheiro e outros eventos da vida, podem fazer com que um jovem não consiga manter sua ereção dura o suficiente.

Infertilidade x Disfunção Erétil

A disfunção erétil está presente em 20 – 25% dos casais inférteis. Então, ter disfunção erétil significa que você é infértil? De modo nenhum.

Segundo o Dr. Michael Roizen, MD, DE e infertilidade são termos muito diferentes. Você pode estar produzindo espermatozoides perfeitamente bons, mas pode ter problemas com uma ereção – isso é a disfunção erétil.

Por outro lado, você pode não ter problemas para “levantar o rifle”, mas está atirando em branco – e isso é infertilidade.

É claro que, se você tem DE, você não poderá engravidar ninguém, afinal não consegue nem ter o ato sexual por falta de ereção.

Lembre-se, existem milhões de homens que estão enfrentando o mesmo problema. A boa notícia é que muitos dos fatores psicológicos e físicos que causam problemas de ereção respondem bem ao tratamento.

Mudanças no estilo de vida podem fazer uma diferença positiva para alguns homens.

Outros se beneficiam de medicamentos para impotência Power Blue, aconselhamento ou outros tratamentos. Não tenha medo de procurar atendimento médico.

É importante entrar em contato com seu médico ou com um urologista se os problemas de disfunção erétil, impotência sexual e ereção persistirem.

Portanto, velho ou jovem, lembre-se de que é normal experimentar “broxadas” ocasionalmente.

Procure diversificar as experiências com a sua parceira para que você possa se concentrar no prazer em vez de rever as suas falhas do passado todas as vezes que for para a cama com ela.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *